fbpx

INFORMATIVO

04/11/2019 QUAL A DIFERENÇA ENTRE PÓLIPOS, MIOMAS E CISTOS E COMO ELES AFETAM A FERTILIDADE

Neste artigo vou falar um pouquinho sobre a diferença entre Pólipos, Miomas e Cistos – e como estas formações podem afetar a fertilidade feminina, se não forem identificadas e tratadas corretamente.

O Pólipo Uterino é semelhante a uma verruga. Parece uma verruga de pele, mas é de mucosa e geralmente se instala dentro do útero.

Miomas são tumores benignos, que se formam a partir de uma fibra muscular do útero, que cresce e forma um tumor, como uma bola de tecido bastante irrigada – e que vai apertando as estruturas ao lado, sem ser maligno, ou seja, sem se espalhar pelo corpo.

Já os Cistos são formações líquidas que ocorrem por diversos motivos. Exemplo: no colo do útero tem as glândulas que secretam o muco. Se uma delas entupir forma um cistinho chamado Cisto de Naboth.

Como eles se formam? Depende de cada organismo. Os Pólipos ainda podem ter uma origem em vírus. Os Miomas não sabemos por que acontecem. E os Cistos, como mencionei, podem ocorrer devido à obstrução de alguma glândula.

Tem como prevenir estas formações? Não, não existe prevenção. Eles são diagnosticados e tratados. A melhor forma de descobrir se há algum problema é por meio dos exames ginecológicos, seja por ultrassom ou por exames mais específicos e de rotina para a saúde da mulher.

Fertilidade:

Os Pólipos maiores, sim, podem atrapalhar no momento de engravidar. Para entender: eles agem como um DIU no corpo da mulher. O embrião vem vindo e dá de encontro com o Pólipo. E geralmente ocorre um processo inflamatório ao redor deste Pólipo; então, fica muito difícil engravidar. Não existe uma norma, mas de meio centímetro em diante, é bom retirar estes Pólipos para que a gravidez ocorra.

Os Miomas atrapalham dependendo da localização. Eles ocorrem fora do útero (Subseroso), no meio da parede uterina (Intramural) e dentro do útero (Submucoso). O Mioma Submucoso é o que atrapalha para engravidar. Recomenda-se a cirurgia, antes de uma FIV (Fertilização in Vitro). Os demais, se não forem gigantes, não causam problemas.

Cistos de ovário são de quatro tipos. O Funcional que nada mais é que um ‘óvulo teimoso’, que não ovulou aquele mês e ficou lá crescendo – se ele passar de três meses, pode-se ter de tomar alguma atitude para ele murchar, com o uso pílula anticoncepcional ou até a aspiração deste Cisto.

O segundo é o de Tumor, que pode ser maligno ou benigno, todavia, tem de ser removido também. O terceiro tipo pode ser de Endometriose, que é uma doença específica que pode formar um cisto. E por último o Hemorrágico, que é um cisto de sangue. Ele rompeu algum vasinho, que se encheu de sangue. Eles podem causar irritações e demandarem cirurgias de urgência.

Existe ainda um Cisto que chamamos de Funcional. Se o folículo que contem o ovulo passou daquele mês e manteve, ele fica ali atrapalhando. Se ele está ‘funcionando’, ou seja, se está produzindo os hormônios, ele altera o ciclo menstrual, podendo até bloquear o ciclo. Se ele já murchou e já parou de produzir, o organismo o absorve, sem maiores complicações.

Tratamentos:

O tratamento do Pólipo é cirúrgico – por meio de uma Histeroscopia – que é a introdução de uma câmera no útero,que  corta a base deste Pólipo.

Miomas, dependendo do tamanho e local, e considerar se ele está atrapalhando ou não, também tem recomendação cirúrgica. Pode ser por Histeroscopia (quando é menor e dentro do útero), por Videolaparascopia ou, ainda, por Laparotomia, quando a barriga tem de ser aberta porque Mioma é muito grande e está fora do útero.

Os Cistos podem ser tratados com tratamentos hormonais, com uma pílula anticoncepcional reguladora ou inibidores do ciclo.  Em último caso podem ser aspirados com anestesia local, o que não é muito usual.

Faça seus exames e cuide-se. Estas formações são bastante comuns e tratáveis. E há muitas opções que a ciência pode oferecer para quem deseja se tornar mãe.

https://jeonline.com.br/noticia/19007/qual-a-diferenca-entre-polipos-miomas-e-cistos-e-como-eles-afetam-a-fertilidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Share Buttons and Icons powered by Ultimatelysocial