fbpx

INFORMATIVO

09/06/2020 O que é RM abdominal?

ressonância magnética (RM) abdominal (do abdómen) é um exame de diagnóstico que permite estudar o abdómen superior. Órgãos como o fígado, rins, vesícula biliar, pâncreas, glândulas supra-renais, baço, retroperitoneu, intestino delgado, intestino grosso (cólon), entre outros. Trata-se de um exame muito importante em diversas patologias (ou doenças), nomeadamente na avaliação de lesões hepáticas (do fígado), lesões renais (dos rins), lesões na glândula supra-renal, algumas doenças do intestino, como a doença de Crohn, entre outras, conforme veremos adiante com maior detalhe.

A ressonância magnética nuclear (RMN) produz imagens do corpo humano (neste caso do abdómen) que permitem observação por parte de um Médico Radiologista. Através da observação das imagens, o Médico Radiologista consegue distinguir entre aquilo que é normal e aquilo que é patológico. Desta forma, é possível realizar diagnóstico Médico.

As imagens são produzidas pelo equipamento de RM, através da criação de um campo magnético intenso e ondas de rádio que depois de atravessarem os tecidos em estudo, permitem gerar imagens pormenorizadas dos distintos órgãos e sistemas do corpo humano. Os equipamentos de RM que concebem campos magnéticos mais intensos (1,5T e 3T de uso clínico comum) são idênticos a túneis e mencionados vulgarmente por RM fechada ou de campo fechado. Em alternativa, sobretudo para indivíduos com claustrofobia, existem aparelhos de RM aberta, que geram campos magnéticos menos intensos, pelo que as imagens médicas conseguidas exibem menor detalhe e resolução, mesmo assim com boa acuidade diagnóstica.

Indicações da RM abdominal

A ressonância magnética abdominal está indicada em vastos contextos clínicos, nomeadamente na avaliação adicional de lesões hepáticas inespecíficas na ecografia abdominal (ultrassonografia) ou na tomografia computorizada abdominal, adenomiose, avaliação de fístulas, abcessos ou estenoses em indivíduos com doença de Crohn, avaliação pré-operatória de fístulas ou abcessos perianais, e avaliação complementar a TC de lesões renais ou na glândula supra-renal.

ressonância magnética abdominal total pode estar indicada, por exemplo, no estadiamento de tumores abdominais, tais como: o carcinoma do recto e do colo do útero. O exame é realizado tanto para o estadiamento local (pélvico) como para o estadiamento regional (abdómen superior), em alternativa da TC do abdómen superior complementar e RM pélvica.

https://www.saudebemestar.pt/pt/exame/imagiologia/rm-de-abdomen/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entre no nosso grupo sobre Mioma
Social Share Buttons and Icons powered by Ultimatelysocial